Frio e conta alta afastam britânicos das comemorações dos 100 dias 

Faltando pouco mais de três meses para o início das competições, a população do Reino Unido ainda não está totalmente motivada para os Jogos de Londres. Pelo contrário. Grande parte da população acredita que muito dinheiro está sendo gasto na preparação da Olimpíada.

Duas pesquisas divulgadas nesta quarta-feira, data em que é celebrada a marca de cem dias para a cerimônia de abertura no Estádio Olímpico, revelam a insatisfação de grande parte dos britânicos. Um levantamento publicado pelo jornal London Evening Standard mostra que 53% dos moradores da Grã-Bretanha dizem não estar interessados no evento. Já um estudo feito pela BBC, aponta que 64% dos contribuintes do país acham que os Jogos custaram caro demais.

No total, 9,3 bilhões de libras (cerca de R$ 27,5 bilhões) saíram dos cofres públicos para sanar os gastos olímpicos. Parte do financiamento foi coberta com o aumento do imposto de moradia de Londres, chamado decouncil tax. Alguns distritos da cidade elevaram a cobrança em 20 libras (aproximadamente R$ 60) por residência para ajudar a pagar a conta.

Apesar do descontentamento, os organizadores da Olimpíada apostam que os britânicos vão reconhecer a importância do evento depois de sua realização. "É como perguntar para alguém se ele acha que gastou muito no Natal logo depois das compras, mas antes da ceia", disse Jeremy Hunt, secretário de Cultura, Esporte e Olimpíada. "O momento de perguntar (se os Jogos foram caros ou não) é depois do evento, quando as pessoas terão visto o verão maravilhoso que vamos ter", acrescentou.

Hunt ainda citou outro dado da pesquisa, apontando que para 55% dos britânicos o investimento público vai compensar em termos de benefícios para o país.

Apesar da grande corrida por ingressos olímpícos no ano passado, a população britânica ainda dá poucos sinais de motivação para os Jogos. O evento desta quarta-feira para marcar os 100 dias até a Olimpíada foi bastante comentado na mídia local. A população, entretanto, não compareceu a Trafalgar Square, um dos locais mais movimentados da cidade, para acompanhar as apresentações musicais organizadas.

Apenas alguns turistas e muitas câmeras de televisão enfrentaram o frio e a chuva fina que caia na capital britânica durante todo o dia. Para Seb Coe, presidente do Comitê Organizador local (Locog), a verdadeira mobilização no país deve começar com a chegada da tocha olímpica, em 18 de maio, para um percurso de 70 dias que inclui praticamente todo o Reino Unido. "Nossas pesquisas sugerem que 9 milhões de pessoas devem acompanhar a passagem da tocha", disse.

Também nesta quarta-feira, o Comitê confirmou a instalação de 69 telões em 22 localidades ao redor do país para transmissão das competições. A expectativa é de que 500 mil pessoas assistam ao evento nas festas oficiais.