Rápida recuperação de cirurgia enche Diego Hypolito de otimismo

Integrante do Time Rio, o ginasta Diego Hypolito está completamente recuperado da cirurgia no joelho direito, realizada no último dia 16 de março. Nesta quinta-feira, dia 29, Diego esteve no Centro de Treinamento Time Brasil, local onde realiza trabalho de fortalecimento muscular e demonstrou otimismo em relação aos próximos quatro meses, quando se dedicará integralmente à preparação para os Jogos Olímpicos Londres 2012. Durante todo processo de detecção da lesão, cirurgia e recuperação, Diego teve suporte integral das equipes multidisciplinares do Comitê Olímpico Brasileiro (COB) e do Time Rio O ginasta já volta a treinar no solo na próxima segunda-feira, dia 9.

Inicialmente prevista para 30 dias, a rápida recuperação de Diego deu-se graças ao intenso trabalho de acompanhamento e suporte que os profissionais do Time Rio e do COB têm com o atleta. A recuperação de Diego foi melhor que a esperada até pelos médicos e fisioterapeutas que acompanham o atleta. Desde que sentiu dores até ser operado, foram apenas três dias. No mesmo dia, Diego já iniciava a fisioterapia. "O movimento está totalmente perfeito, até melhor do que o do outro joelho. Não sinto dor. Fui bastante dedicado neste momento de recuperação. Eu não perco o foco. Nisso, o apoio do Time Rio me auxiliou muito. Hoje em dia, toda essa equipe que trabalha comigo me ajuda a manter a concentração, a ver que sou valorizado. Sempre fui disciplinado para me tratar, me cuidar, mesmo quando não tinha tanta estrutura. Hoje, então, que tenho tanta gente me dando suporte, porque não vou me superar? Na segunda-feira, já começo a treinar no Tumble Track, que simula o exercício do solo, mas sem impacto. Com isso, já ganho resistência e maior noção de espaço. E já na outra semana, volto aos treinamentos normais de solo", detalhou Diego. 

Acostumado a estar nos primeiros lugares dos pódios em competições internacionais, Diego viu-se, a quatro meses dos Jogos Olímpicos, mais uma vez diante de uma mesa de cirurgias. O fato, porém, foi bem assimilado pelo atleta, que mantém a motivação em alta para brilhar em Londres 2012. "Essa é a minha quinta cirurgia, mas não lidei com isso como um sofrimento. Muito pelo contrário. Só me motivou mais a me superar. Não perdi o foco e a determinação. Esse foi somente mais um obstáculo que passei de cabeça erguida. Agora, vou voltar aos treinos com muita dedicação e fazer de tudo para alcançar meu grande sonho, conquistar uma medalha olímpica em Londres. Se, por acaso, não vier uma medalha, não terá sido por causa desta cirurgia", destacou o bicampeão mundial do solo.

O chefe da fisioterapia do COB, Henrique Jatobá, detalhou o processo de recuperação do ginasta. "O Diego sentiu uma dor no joelho, fez uma ressonância magnética e, constatada a lesão, foi encaminhado para o médico Wagner Castropil, em São Paulo. A rápida constatação da lesão ajudou na aceleração da recuperação. Numa artroscopia de menisco, quanto antes o diagnóstico menos a lesão se agravará. A cirurgia foi bem simples, de pequeno porte, com o objetivo de regularizar o menisco lesionado. No mesmo dia, já começou a fisioterapia. O Diego nos surpreendeu, a evolução de sua recuperação foi muito boa. Ontem, o Dr. Castropil reavaliou o atleta, retirou os pontos e o liberou para iniciar o trabalho de musculação. Da fisioterapia, ele também está liberado. Ele está evoluindo muito bem", relatou Henrique Jatobá. 

Diego afirmou ainda que a cirurgia não atrapalhará sua preparação para Londres. Daqui a um mês, o ginasta pretende estar disputando a etapa da Croácia da Copa do Mundo de ginástica artística. Seu planejamento é participar de mais quatro competições antes dos Jogos de Londres. A excelente reabilitação da cirurgia no joelho fez Diego admitir que em Londres poderá competir também no salto, além do solo.