Como as casas de apostas estão entrando na vida dos fãs de esporte

A expansão das casas de apostas e cassinos online se dá num momento em que o acesso à internet também aumentou

Phillip Kofler/Pixabay
Credit...Phillip Kofler/Pixabay

Há uns 10 ou 15 anos, pouquíssima gente sabia como funcionava uma casa de apostas esportivas online. Em termos de Brasil, então, desde a proibição dos bingos, os jogos de apostas legalizados ficaram restritos à loteria oficial da Caixa e isso parecia que nunca ia mudar.

Só que mudou. Devagar, empresas de apostas internacionais começaram a enxergar no Brasil um potencial mercado consumidor, e sendo o país o lar de milhões e milhões de fãs dos esportes, especialmente, futebol, é claro, essas companhias começaram a enxergar aí a oportunidade de entrar no país.

Hoje em dia elas estão em toda parte. Vale a pena entender como isso aconteceu e o impacto que isso teve e tem até hoje na vida dos fãs de esporte daqui e de outros lugares do mundo.

Expansão das casas de apostas pelo mundo
O mercado de apostas esportivas cresce a ritmo acelerado e não é de hoje. O interessante, inclusive, é notar como o que era costume típico de certos países pôde ser reunido em sites como Pin-Up, que oferecem ao mesmo tempo apostas esportivas e opções de cassino – um típico da Europa, o outro dos EUA.

A verdade é que a expansão das casas de apostas e cassinos online se dá num momento em que o acesso à internet também aumentou, bem como sua democratização através dos dispositivos móveis. Na prática, potencialmente qualquer pessoa tem à sua disposição um aparelho com acesso irrestrito a sites de todo o tipo.

Não foi só através da possibilidade, porém, que as casas de apostas se expandiram, mas a publicidade e a popularidade também fizeram e ainda fazem parte desse fenômeno.

Patrocínios, naming rights e mais
Não é novidade para ninguém que qualquer coisa atualmente pode ser transformada em produto, ou mesmo vitrine de produto, e isso se aplica a praticamente tudo o que diz respeito aos esportes.
Para ficar só no futebol, esporte mais popular do planeta tanto para quem assiste e torce quanto para quem aposta, é fácil notar que as camisas de time “limpas”, ou seja, sem publicidade, desapareceram há uns bons 30 anos, com raríssimas exceções pontuais.

O mesmo está acontecendo agora com os estádios; embora ainda haja nomes tradicionais, quase todas as novas e modernas arenas no Brasil e no mundo ganham o nome de patrocinadores, que desembolsam milhões pelo direito de exibir suas marcas aí, nas camisas e em outros espaços estratégicos.

Acontece que as casas de apostas cresceram tanto que se tornaram essas empresas. Na Inglaterra, o Stoke City (e seu estádio) são patrocinados por uma empresa de apostas; outras investem em eventos esportivos, como na Copa Libertadores, ou mesmo em eventos beneficentes especiais – quer saber se 22bet é confiável? Olha lá o nome da empresa na camisa de Ronaldinho Gaúcho no jogo do astro brasileiro contra o Adlers All Star para levantar fundos.

É legal apostar no Brasil?
A pergunta mais feita e mais importante para os brasileiros! A resposta é sim, contanto que sejam observadas algumas condições.

A lei brasileira determina que nenhum cassino ou casa de apostas possa funcionar em território brasileiro. É justamente na interpretação dessa lei que está a chave dos investimentos de tantas casas de apostas esportivas por aqui: nenhuma delas está sediada em território nacional, e não se pode dizer que a internet “esteja” em algum lugar físico.

Para instituições físicas, a única forma legal de apostar é através da loteria oficial da Caixa, mas cassinos online e casas de apostas na internet não estão infringindo nenhuma lei no Brasil.