Papa percorreu as ruas sem medo, diz porta-voz do Vaticano

Mesmo viajando ao Brasil quando o país atravessa um período tumultuado, o papa Francisco não teve medo e, do passeio do seu primeiro no Rio de Janeiro, o que mais lhe marcou foi o entusiasmo do povo brasileiro, disse o porta-voz do Vaticano, padre Federico Lombardi.

“O santo padre está muito contente com a acolhida e o modo como foi recebido no Brasil. A impressão das pessoas que estavam com o Papa é de que foi uma experiência extraordinária com o entusiasmo do povo”, relatou Lombardi a jornalistas após o fim das atividades da segunda-feira enquanto em alguns pontos da cidade manifestantes saíam às ruas em novos protestos.

“Quando o carro parava, o secretário (do Papa) ficava assustado, mas o Papa não estava com medo. O Papa parecia estava aproveitando estar envolto de pessoas. O entusiasmo é tão grande que é difícil responder”, resumiu o porta-voz da Santa Sé.

Segundo Lombardi, o Santo Padre fez questão de passear com a janela aberta, sendo que a única alteração no trajeto foi um desvio ao fim do percurso, justamente para evitar contato com um grupo de manifestantes. “Tem total confiança nas autoridades”, disse ele sobre a disposição de Francisco em enfrentar o contato espontâneo e imediato com o povo.

Viagem

Lombardi contou que o Papa fez uma viagem muito ativa e tranquila. Nela, conversou com jornalistas e lhes explicou sua ideia central para a Jornada Mundial da Juventude: ver os jovens não como algo separado da sociedade, mas de vê-los a partir de um contexto mais amplo da sociedade.

O tema foi repetido mais tarde durante a rápida conversa com a presidente Dilma Rousseff, com quem compartilhou as ideias do combate à desigualdade e da mudança de uma sociedade “do descartável” para uma sociedade “da inclusão”. “É um ponto muito importante para o Papa: permitir que os jovens desenvolvam suas capacidades e sua autonomia”, disse Lombardi.

Ainda sobre a viagem, e como que um exemplo da sua atitude alegre e destemida, Lombardi contou que Francisco foi à cabine do avião durante o momento da aterrissagem.