Manifestante ferido na perna é levado para hospital

Rio de Janeiro – Um manifestante foi atingido na perna esquerda por um projétil, por volta das 19h, durante confronto com a Polícia Militar (PM), nas proximidades do Palácio Guanabara. A informação foi divulgada pela Ordem dos Advogados do Brasil (OAB).

Segundo o advogado Gustavo Proença, da Comissão dos Direitos Humanos e coordenador do plantão da OAB, a vítima identificada como Rafael Barros Caruso foi levado para o Hospital Municipal Souza Aguiar. “Ele foi atingido assim que começou o confronto, em uma rua próxima ao Palácio Guanabara.”

As primeiras informações levadas à OAB davam conta de que o ferimento foi provocada por um tiro, mas as assessorias da PM e da Secretaria de Segurança do Estado negaram que algum manifestante foi ferido por armamento letal e informaram que se tratou de um tiro de bala de borracha.

Também no Souza Aguiar foi atendida uma jovem com uma luxação na mão esquerda, provocada por um golpe de cassetete. Ainda durante os protestos, dois policiais sofreram queimaduras provocadas por coquetéis molotov lançados por vândalos infiltrados entre os manifestantes.

De acordo com a PM, cinco pessoas foram presas. Três delas foram flagradas com coquetéis molotov, uma por desacato e mais uma por atirar pedras nos policiais. Todos foram levados para a 9ª Delegacia de Polícia (Catete). Por causa dos tumultos, o comércio nas proximidades do Palácio Guanabara fechou mais cedo.