Produção de hóstias aumenta para a Jornada Mundial da Juventude

Com a estimativa de participação de 2,5 milhões de pessoas na Jornada Mundial da Juventude (JMJ), que começa oficialmente amanhã (23), foram produzidos 4 milhões de hóstias para os eventos programados até domingo (28).

Três fábricas ficaram responsáveis pela produção: uma em São Paulo, uma em Minas Gerais e uma do Rio de Janeiro. Única fábrica de hóstia da cidade do Rio, a Hoste fica em Cavalcanti, bairro na zona norte. A dona do estabelecimento, Silvana Queiroz, conta que a Arquidiocese do Rio encomendou 1,5 milhão de hóstias para a JMJ. Para ela, o evento beneficia toda a cidade.

“A vinda do papa Francisco é algo abençoador para todos nós, não só para a fábrica de hóstias,  mas para a construção civil, que fez o local onde será feita a missa, para as costureiras que fizeram as roupas dos padres, para os jovens, principalmente, para muitos voluntários,  repórteres, câmeras, produtores, que se empenharam na JMJ para fazer um bom trabalho. [O evento] movimentou todo o mercado no Rio de Janeiro”.

De acordo com Silvana, a fábrica fornece hóstias para todas as paróquias da cidade, com uma produção mensal de cerca de 1 milhão de unidades. Para atender ao aumento da demanda, foram contratados três funcionários, que já foram efetivados.