Manifestação seguem em direção ao Palácio Guanabara

Cerca de 700 ativistas saíram do Largo do Machado e seguem pela Rua das Laranjeiras em direção ao Palácio Guanabara, sede do governo carioca, onde o Papa Francisco chegou há poucos minutos. Partidos políticos, feministas e grupos contra a homofobia pedem em cartazes e palavras de ordem um estado laico. “A Constituição proíbe gastos com a religião, mas foram gastou cerca de R$ 7 milhões do nosso dinheiro público com a saúde da Jornada Mundial da Juventude. Mas os hospitais estão um caos”, gritava ao megafone a ativista Indianara Siqueira.

Segundo Indianara, a manifestação foi organizada pelas redes sociais e em função da chegada do Papa ao Rio. O protesto é em prol do aborto e da legalização do casamento civil entre pessoas do mesmo do sexo. “Afinal, por que eles [autoridades religiosas] têm medo de legalizar o casamento entre pessoas do mesmo sexo? Porque quem é heterossexual vai continuar heterossexual”, argumentou a ativista.

Cerca de 50 homens da Cavalaria da Polícia Militar e 40 policiais em viaturas acompanham a manifestação, que segue pacificamente pela principal rua de Laranjeiras.