Frei do ES vai cantar para o papa em visita a hospital do Rio

Na próxima quarta-feira, o papa Francisco fará uma visita ao Hospital São Francisco de Assis, na Tijuca, Zona Norte do Rio de Janeiro. O Pontífice vai participar da inauguração do polo de tratamento para dependentes químicos. Durante a programação do evento, o frei Florival Mariano de Toledo, que trabalha em uma paróquia de Vila Velha (ES), vai cantar a música O Enfermo é Meu Irmão.

Natural de Umuarana (PR), frei Florival lançou seu primeiro disco no início deste ano. O convite para apresentar uma de suas canções ao papa Francisco pegou o frade franciscano de surpresa. Ele afirma que já não consegue esconder a ansiedade para o grande encontro com o Pontífice.

"Nós fizemos o CD chamado Perfeita Alegria, e nele tem uma música chamada O Enfermo é Meu Irmão. Um dos organizadores da Jornada ouviu o CD, e achou que aquela música seria importante para o momento em que o papa vai visitar o hospital. Me ligaram para confirmar se eu poderia, e claro que eu disse que sim. Hoje o coração está mais apertado ainda. Estamos ensaiando bastante, e vamos estar lá no dia 24", disse o frei Florival.

O retorno dos jovens

A realização da JMJ tem representatividade forte em meio à onda de protestos que atinge o País. O frei Florival acredita que essa é uma chance da juventude retomar os trabalhos depois de ficar "afastada".

 "É um recomeço para a juventude que andava muito desacreditada, muito no seu cantinho. Agora, com essa preparação da Jornada, que é muito intensa, isso vai reavivando os núcleos, reavivando a Igreja, colocando esses conceitos bonitos que a nossa Igreja tem, e que a juventude possa aproveitar isso", disse ele.

Estrangeiros

O Espírito Santo recebeu jovens de nove países durante a Semana Missionária, que fez parte da pré-jornada. O frei Florival também destacou a vinda dos peregrinos e reforçou a mobilização dos jovens capixabas.

"A organização dos nossos jovens na nossa comunidade em Vila Velha foi nota dez. Recebemos 15 peregrinos alemães, e tinha mais ou menos 300 pessoas envolvidas nesse evento. Fizeram uma programação bonita, rezamos, participamos, acho que eles vão sair daqui com vontade de voltar ao Espírito Santo", afirmou.