Argentino peregrina 2 mil quilômetros para encontrar o Papa no Rio de Janeiro

Albert Perez quer pedir ao pontífice que levante a bandeira da doação de órgãos

Ainda faltam 42 dias para a chegada do papa Francisco no Rio de Janeiro para a abertura da 27ª Jornada Mundial da Juventude, mas o argentino Albert Perez, de 27 anos, já está no país. Ele veio a pé da província de Chaco, na Argentina, até o Brasil. 

Saiu da terra dos 'hermanos' no dia 9 de maio e programou-se para chegar ao Rio no dia 22, poucas horas antes do Sumo Pontífice desembarcar no Aeroporto Internacional Antônio Carlos Jobim, o Galeão. 

A peregrinação tem um objetivo: apelar para que o pontífice dê visibilidade à importância da doação de órgãos. A empreitada teve início quando o latinoamericano, que é católico desde criança, sensibilizou-se com a história do filho de dois grandes amigos. O pequeno Antonelle Salvatore Renzo, hoje com 2 anos, nasceu com uma anomalia no coração. Há meses, familiares e amigos começaram uma grande campanha nas redes sociais pedindo 'un corazón para Renzo'.

No último dia 2, finalmente, o órgão chegou para o pequeno morador da província de Corrientes. Na ocasião Albert Perez já seguia em direção ao Brasil.

No último dia 18 o andarilho chegou a Curitiba. As próximas cidade por onde Perez passará até chegar ao Rio são Jacupiranga (SP), Miracatu (SP), Peruíbe (SP), Santos (SP), Bertioga, Maresias, Caraguatatuba, Ubatuba,  Paraty, Angra dos Reis, Itaguaí, até, finalmente, parar na catedral de São Sebastião do Rio de Janeiro.

"Penso que o Papa Francisco é uma pessoa sensível, muito humana, e que é um verdadeiro pastor. É a pessoa que a igreja precisava em todo o mundo. É muito humilde e cheio de amor", diz . 

Sobre o perigo de percorrer, a pé, 2.147 km, Perez diz que não tem medo: "Sei que é perigoso, mas com fé se pode tudo".

Ele conta ainda que largou um emprego na área de informática do Instituto de Cultura de Chaco para seguir rumo à JMJ.

>>Brasil deve ser a única viagem internacional do papa em 2013

>> Vaticano divulga visita do papa a favela, hospital e ao Theatro Municipal

>> Papa: Segurança na JMJ será parecida com a de Barack Obama  

>> Relíquias de João Paulo II serão expostas durante JMJ 

JMJ teve mais de 200 mil inscritos

O número de inscritos para participar da Jornada chegou a 214.500, sendo 60% brasileiros, 20% latino-americanos e outros 20% dos outros continentes. Segundo o comitê organizador da JMJ, há 271 mil vagas para hospedagem. No entanto, até agora apenas 120 mil foram solicitadas. A expectativa do Comitê Organizador da Jornada é que o número de hospedagens solicitadas aumente até julho.