Ícones da JMJ percorrem de Xerém a Campos Elíseos e emocionam fiéis

Os ícones da Jornada Mundial da Juventude que acontece em julho na capital fluminense, emocionaram moradores dos distritos de Xerém e de Campos Elíseos, em Duque de Caxias, nesta quarta-feira (5/6). Por onde passaram a cruz peregrina e a imagem de Nossa Senhora doados aos jovens em 1984 e 2003 pelo papa João Paulo II, chamaram a atenção de católicos e não católicos que estavam no trajeto. A passagem dos ícones pelo município começou terça-feira, pela sede da Prefeitura, em Jardim Primavera, onde foram recebidos pelo prefeito Alexandre Cardoso e o bispo diocesano Dom Tarcisio Nascentes e autoridades.

Os ícones chegaram à comunidade do Café Torrado, a mais atingida pela enchente do início do ano, por volta das 7h30, levados em viaturas do Corpo de Bombeiros e acompanhados por centenas de fiéis. À frente da peregrinação estavam os padres Vanildo e Lúcio da Paróquia Nossa Senhora das Graças, que levaram orações e mensagens de fé e de esperança aos moradores daquela comunidade. 

A cruz e a Imagem de Nossa Senhora ficaram por quase meia hora no centro da ponte provisória que corta o Rio Capivari, que transbordou em janeiro deixando centenas de desabrigados.

Em seguida a carreata parou na Praça da Mantiquira chamando a atenção de muita gente. Na sacada de sua casa, Laís da Silva Ribeiro, de 77 anos, chorou, bateu palmas e vibrou com as mensagens transmitidas. “Muita alegria, força e fé em Deus para todos vocês”, disse a moradora emocionada.

Da Praça da Mantiquira a cruz peregrina e a imagem de Nossa Senhora seguiram para a Escola Estadual Santo Antônio, na Vila do Sase, onde foram recebidas com aplausos por parte dos 1.600 alunos, professores, servidores e moradores da localidade. Em seguida a carreata se dirigiu à comunidade Circulo Operário onde parou em frente ao colégio estadual. Na calçada a emoção tomou conta de todos. Muitos tocaram a cruz e a imagem da santa, fizeram pedidos e agradeceram o momento.

Em frente à Escola Municipal Ely Combat os ícones da JMJ foram acolhidos por cerca de 300 estudantes, tendo à frente a diretora Edvânia Andrade. ”Espero que a juventude a partir de agora esteja mais próxima de Deus”, disse emocionada a professora.

A passagem por Xerém terminou com missa na Paróquia Nossa Senhora das Graças celebrada pelo padre Vanildo, auxiliado pelo padre Lúcio e pelo seminarista Adjan Carlos. A igreja, enfeitada de verde, amarelo, azul e branco, as cores do símbolo da jornada, estava repleta de fiéis que receberam os ícones cantando, enquanto do lado de fora os sinos repicavam. 

À tarde os ícones da JMJ passaram pelas comunidades de Campos Elíseos e Pilar e pararam nas paróquias São Francisco de Assis e Nossa Senhora do Pilar, onde centenas de fiéis acompanharam os cânticos e orações.

Nesta quinta-feira (06/06) a cruz peregrina e a imagem de Nossa Senhora passarão, a partir das 8h, pelo hospital estadual Adão Pereira Nunes, em Saracuruna, e o municipal Dr. Moacyr Rodrigues do Carmo e o Caxias Shopping. À tarde, estarão nas paróquias São Bento, no Parque Fluminense, e São Sebastião, no Gramacho. Na Praça da Apoteose, na Vila São Luiz, às 20h haverá celebração ecumênica.