Rachel Almeida: De bandeja

Um confiável mix de sabores

Com 17 anos de vida, Caroline  Café é pioneiro na mistura de japonês, mexicano e hambúrguer

O Caroline Café é um daqueles espaços na cidade que você sabe que pode contar a (quase) qualquer hora – está lá, no mesmo lugarzinho, no Jardim Botânico, há 17 anos  e pode matar sua vontade de hambúrguer ou sushi à 1h da manhã de segunda-feira, por exemplo.  

No dia em que fui lá, a ideia era petiscar e experimentar. Começamos com o ceviche de sushi (12 peças, a R$ 28), que mistura sushis e sashimis de  atum, salmão e buri – a recomendação é não usar muito shoyo já que os peixes vêm bem temperados. Atenção: este prato foi preparado para o Dia das Mães e só estará no cardápio até o fim  do mês. 

Na sequência, pedimos um mix de empanadas (14,50, oito), assadas e acompanhadas com trio de molhos: salsa, azeitona preta e chimichurri, nos sabores de carne com ovo cozido, frango e caprese.  Depois, veio um saboroso shiitake (25,90), fatiado, sauté na manteiga com alho e shoyu, ao vapor de abacaxi. Lá e assim: pratos da culinária japonesa estão ao lado de pratos mexicanos e do tradicional hambúrguer.   O sócio Alfredo Barbosa, que morou 20 anos em Nova York e trouxe o conceito dos bares do Village para o Rio, ainda insistiu para que provássemos a dupla de camarão (R$ 12), a guisa de legumes  (R$ 16, seis) e um autêntico profiteróles de sobremesa (R$ 14,50), aquele com lâminas de amêndoas e calda quente de chocolate. Uma tentação.

A casa também participa do Restaurante Week, com menu a preços fixos de almoço e jantar.  São dois menus de almoço (R$ 27,50) e dois de jantar (R$ 39), compostos por entrada, prato principal e sobremesa. Fiquei sabendo que a casa foi a precursora da caipisaquê e de drinques flambados como o X 14, com tequila, cointreau e blue curaçao flambados (R$ 15,60 cada), mas estava com vontade de beber uma cervejinha mesmo. Que fique claro que não foi qualquer uma: saboreei uma Erdinger à base de trigo (19,80, 500 ml). O papo da noite teve o tema “viagens”. Quer noite mais bacana do que comer bem ao som de relatos de cidades fantásticas?

Rua J.J. Seabra, 10, Jardim Botânico. Tel.: 2540-0705. De 2ª a sáb., a partir das 12h; domingos e feriados, a partir das 10h.

Novos sabores do Nordeste

A pernambucana Adriana Didier pilota fogão no restaurante Victoria

Esta semana, os pratos do restaurante Victoria, no Jockey Club (2547-3363), vão ganhar temperinho nordestino. A chef pernambucana Adriana Didier, do badalado restaurante Beijupirá, em Porto de Galinhas, chega ao Rio para pilotar três jantares, de quinta a domingo, ao lado do amigo Marcones Deus, que comanda a casa. Mescla dos sabores do Nordeste com a gastronomia contemporânea, o menu tem como ponto forte os  frutos do mar – peixes, camarão, lagosta e polvo aparecem em receitas frutadas, que abusam de temperos aromatizados. 

Fique com água na boca: a entrada é Frevo baiano (cavaquinha com brounoise de manga, caju e castanha, ovas de massago) e Brumble de aratu (aratu cozido no leite de coco e servido com farofa de cuscuz com especiarias). O prato principal consiste em  Poty da província (camarões puxados na manteiga de alho, com farinha crocante e arroz com passa de caju) e Ventos do nordeste (mignon de sol com requeijão manteiga e cebolinha confit). Para finalizar, as sobremesas: Deus, o diabo e uma freira no meio (doce de leite, creme de limão e o tradicional biscoito de Olinda feito pelas freiras beneditinas do Mosteiro de Nossa Senhora do Monte).  

R$ 120  por pessoa (não inclui serviço e bebida).

Pizza ou esfiha?

O Arab está com uma novidade que quero muito experimentar: uma linha de pizzas preparadas com massa de esfiha. São oito sabores, servidos à noite no restaurante, em Copacabana (tel.: 2235-1884). O sabor da foto é uma receita turca com shawarma de cordeiro, carne de vaca, tomate, tahine e cebolas (R$ 23). 

O sabor do frio

Basta esfriar mais um pouquinho para fazer o que a gente adora: tirar a panela de fondue da prateleira ou correr para os restaurantes que já estão servindo o prato. Como o Fazendola, em Ipanema (2247-9600), que tem o esquema de rodízio – nos sabores de queijo, frango e filé mignon. R$ 44,90 (2ª a 5ª) e R$ 48,90 (6ª, sáb. e feriado).