Maria Luiza Nobre: Sol maior

Petruschka

Os concertos da Orquestra Petrobras Sinfônica já estão se tornando uma grande atração no Theatro Municipal, com um público fiel e bem expressivo.

O grande violoncelista Antonio Menezes estava em um dia muito feliz, tocando o Concerto de Dvorak, que é considerado o mais importante concerto para seu instrumento, uma verdadeira obra-prima. O diálogo entre o artista e o regente foi perfeito, com lindas gradações sonoras, um segundo movimento sublime assim como uma concepção que entusiasmou  tanto o público quanto os muitos músicos na plateia.

Mestre Isaac Karabtchevsky desenvolve um belíssimo trabalho com a orquestra através de uma química invejável. Petruschka, a suíte escrita por Igor Stravinsky, tirada da música original para o balé, foi transmitida com uma clareza de texto fantástica. A intensa concentração do maestro provoca um estado mágico de  concentração em todo o público. Acompanhamos as performances do conjunto e é altamente positivo testemunhar a superação de uma orquestra pelas mãos experientes e sábias de um mestre que quer o bem de seus músicos e os pega pelas mãos para receber os aplausos e as homenagens. O BRAVO da coluna.

Bamberg

Boa apresentação da Orquestra de Bamberg no Theatro Municipal, regida pelo maestro Jonathan Nott, sobretudo na Sinfonia Heróica de Beethoven. No concerto mais imponente, do mesmo autor, faltou a grandeza da concepção majestosa que a obra impõe a quem se compromete a tocá-la. Apesar do pianista Till Fellner ter um curriculum com premiações, esperamos ouvi-lo em dias melhores.

Missa

A obra mais importante de J.S.Bach será apresentada pela Cia. Bachiana Brasileira, regida pelo maestro Ricardo Rocha, hoje, às 19h, no Teatro Municipal de Niterói, e dia 15, domingo, às 16h, na Igreja da Candelária, com entrada franca.

Don Quixote nas bodas de Comacho

De G.P.Telemann, terá sua estréia hoje, às 19h, no Salão Leopoldo Miguez, da Escola de Música da UFRJ, com coro e orquestra sinfônica da casa. A direção musical é de Marcelo Fagerlande, direção cênica de José Henrique Moreira e regência alternada de Juliano Dutra e Fagerlande. Novas récitas dias 13,14 e 15 com entrada franca. A coluna recomenda.

Finep

Apresenta João Elias ao piano e Caio Mesquita no contrabaixo. Dia 17, às 18h30, no Espaço Cultural FINEP, com entrada franca.

Lucia de Lammermoor

Ópera de Donizetti, estréia dia 14 às 20h, no Theatro Municipal. A atual versão leva a assinatura de Alberto Renaut, e a Orquestra Sinfônica do Theatro será regida por Silvio Viegas. No elenco, se revezam os barítonos Lício Bruno e Rodolfo Giuliani (Enrico), as sopranos Rosana Lamosa e Paula Almerares (Lucia), a mezzo-soprano Carla Odorizzi (Alisa), os tenores César Gutierrez, Luciano Botelho (Edgardo), André Vidal (Lord Arturo), Ricardo Tuttman (Normanno) e o baixo José Gallisa (Raimondo). Com récitas também dias 15,18,19,21 e 22. A coluna recomenda.

Encontro com os clássicos

Programa os pianistas Daniel Barenboim e Lazar Berman  para dia 15 às 21h, na Rádio Catedral FM – 106,7.

Harpa

Continua o Festival de Harpas, hoje, às 15h, com Mirjam Rietberg no Centro Cultural Justiça Federal. Dia 13, às 12h30, Mário Falcão no CCBB. No mesmo dia, às 15h, no CCJF, Arthy, e às 18h, Mônica Gallego no CCBB. Dia 14 às 12h30, Marcela Méndez, e às 18h, Mirjam Rietberg no CCBB. Dia 15, às 11h,José Enrique Corredor no Parque das Ruínas, e às 12h30, Marcela Méndez no CCBB. Dia 16, às 18h, no Grande Templo Israelita, Maria Palatine. Dia 17, às 12h30,Silk Aichhorn no Museu da República. A coluna recomenda.

Órgão

No CCBB, no dia 18, com duas apresentações. Domitila Ballesteros às 12h30 e Marco Aurélio Lischt às 18h. A coluna recomenda.