Heloisa Tolipan: Milan Fashion Week

Giorgio Armani

Apesar de um casacão rosé ter sido a peça que abriu o desfile, Armani não esqueceu do preto. Mas o clima boudoir, que batizou a coleção, ainda estava lá, nas peças em cetim, nas rendas, drapeados, peles com cara de pelúcia e apliques de franjas que lembravam os figurinos da burlesca Dita Von Teese. O combo vestido + calça que Karl Lagerfeld propôs na alta costura da Chanel também estava aqui, e a surpresa ficou por conta da silhueta “pêra”, que tantas mulheres com quadris largos querem disfarçar, proposta nos vestidos e saias compridos. No final, o estilista apareceu na boca da passarela com seu indefectível look total black, mas poderia ter aproveitado a oportunidade para divulgar a campanha Aqua for life, para ajudar países carentes de acesso à água potável, que está promovendo junto à Cruz Verde Internacional. Funciona assim: cada frasco vendido dos perfumes Acqua di Gio e Acqua di Gioia  serão revertidos em 100l de água por ano para crianças carentes e as comunidades em que vivem. Então, já pegou o cartão de crédito da carteira Armani para comprar o seu?

Just Cavalli

Nada disso, isso não é uma coleção da Miu Miu. Roberto Cavalli mergulhou fundo nos anos 70 e trouxe muitas peças com mini estampas, muita pele, jeans com jeans, ponchos e paleta baseada em caramelo, roxo, vermelho e pink. A modelagem mais atual, com babados bem colocados, calças mais amplas, saias longas, o brilho que ninguém mais quer abandonar e até um shortinho ficaram responsáveis por deixar a coleção mais atual, sem cara de saída do túnel do tempo. O novo jeito de usar barriga de fora, finalmente, foi mostrado na coleção certa, no contexto certo. Afinal, em Woodstock só se via a cintura lá em cima com barriguinha aparecendo, mas com o umbigo bem escondido.

Dsquared²

Apesar de ter sido apresentada na mesma Milão, mas 40 dias depois, o Inverno feminino 2011 dos irmãos Dean e Dan Caten  seguiu o mesmo caminho da coleção masculina. Aqui, a inspiração faroeste estava mais forte e se traduziu nos jeans, xadrezes, couro, peles, blusas e coletes inspirados na modelagem e no abotoamento dos espartilhos. Os chapéus-desejo desfilados pelos rapazes também estão aqui para dar um ar cowboy de comercial de cigarros. Mas parece que esse faroeste estava perto dos pólos, a julgar pelas luvas compridas, casacões de pele, botas com solado de patins de gelo e mantas com cara de cobertor enroladas ao corpo para esquentar.