Romantismo SINCERO

Romantismo M alu de bicicleta é o caso raro de um filme leve que sabe ser envolvente. O longa é protagonizado por Luiz Mario (Marcelo Serrado), um empresário da noite paulistana que nunca foi de se contentar com uma mulher só. Mas, como em toda história de amor, há um “até que”... O galã é atropelado pela bicicleta da charmosa carioca Malu (Fernanda de Freitas) e se apaixona. Tudo vai bem, até que (olha ele aí de novo) Luiz Mario encontra uma carta de amor misteriosa e, a partir de então, o ciúme toma conta do relacionamento. Baseado no livro homônimo de Marcelo Rubens Paiva, que, além de ter adaptado o texto para o roteiro, acompanhou as filmagens do longa, o filme sabe manter o tom de vida real. O “olho do dono” aí acabou sendo essencial para manter o clima da obra original: o de desilusão, mas com uma luz no fim do túnel. Afinal, não é assim no mundo fora das telas? Esse também é o caso de uma SINCERO SINCERO obra de baixo orçamento (R$ 1,3 milhão) que não foi enclausurada dentro de um estúdio.

Pelo contrário, o diretor Flávio Tambellini, que também é o produtor do longa, fez questão de investir na luz do sol carioca e em poucos, mas ótimos, ambientes internos, como o apartamento do protagonista e a boate da qual é proprietário.

Mérito também do brilhante diretor de fotografia Gustavo Hadba.

Malu... tem grande apelo comercial, mas não se deixa levar pela facilidade do tema – o relacionamento amoroso – e nem por ter duas estrelas de novelas no elenco. Tambellini e seu fiel escudeiro, Rubens Paiva, souberam extrair a visceralidade daqueles rostinhos bonitos. A verdade é que a experiência no teatro tem feito bem para Marcelo Serrado – ele excursiona com o musical Tom e Vinicius desde 2008 e acabou de encerrar a temporada do monólogo Não existe mulher difícil , no Teatro do Leblon. Além da ótima atuação de Marcelo, o longa ainda tem uma participação hilária de Marcos Cesana, que morreu em maio passado, como o segurança da boate.