Heloisa Tolipan

Se a mistura de estilos em prol da música de qualidade é a premissa do Festival de Verão, nada mais justo do que fazer uma abertura de babar, com um showzaço de Maria Gadú .

“Toco tudo que gosto e gosto de música em si, independente do tipo.

Outro dia fui a um show do Calypso e achei o máximo. A Joelma arrasa com a jogada de perna e o Chim binha é um excelente guitarrista!”, afirmou a cantora. E se você conhece bem o repertório de Gadú, que vai de Sandy e Junior a Chico Buarque , não será uma surpresa se ouvir algum sucesso da banda de Belém do Pará em seu próximo show, né ? Nós da coluna iríamos adorar! As influências musicais da compositora de Shimbalaiê são claramente diversificadas, mas, então, por que todos os caminhos da mídia levam sempre a uma única associação entre ela e a cantora Cássia Eller ? “Ninguém é substituível na música, principalmente quando se trata de alguém como a Cássia. O filho dela é o herdeiro, eu sou só uma admiradora”, justificou. Ainda soubemos que a cantora andou dando uma volta por Portugal no início deste ano... Será que uma carreira internacional está começando a pintar em seus planos? “Eu não tenho pretensão de nada. Faço parte de uma gravadora que cria isso por mim. Eu só canto e, por mim, cantaria em qualquer lugar”, disparou. E como o destino internacional é incerto, aproveitamos para saber se, pelo menos, uma participação no Rock in Rio está em sua agenda de compromissos.

“Ao Rock in Rio? Eu vou! Você vai?” Brincadeira ou não, até lá, Gadú!.