Sol maior

Agenda DESAFIOS MUSICAIS é a nova série de vídeoconcer tos no Centro Cultural da Justiça Federal, No Centro. Com produção e curadoria de Saulo Chermont, estréia neste sábado, às 15h30, com a 9ª Sinfonia de Beethoven, uma das mais expressivas obras do compositor e gênio alemão. O novo cinema do CCJF tem capacidade para 65 poltronas e moderníssimos equipamentos audiovisuais.

O primeiro programa será para convidados. A par tir de março, os ingressos custarão R$ 30 e R$ 15.

MÚSICA E MÚSICOS do Brasil é a tradicional série de programas com produção e apresentação de Lauro Gomes. Sempre aos sábados, às 16h, na Rádio MEC FM – 98,9 MHz. A próxima edição destaca o trabalho do violonista Jodacil Damasceno. Lição de vida O grande pianista João Carlos Martins tocou e regeu a Camerata bachiana , no Espaço Tom Jobim, no Jardim Botânico, dia 26. O Rio foi a cidade que acolheu os primeiros concertos desta fase de regente do artista, que fez quatro apresentações inesquecíveis no CCBB ao comandar os Concertos de Brandemburgo , de Bach. Grande intérprete do célebre autor, aos 64 anos iniciou sua nova fase da vida, que seria o da sua superação. Antes do concerto, foi exibido um vídeo retrospectivo de sua trajetória, seus concertos e sua arte até o problema relativo ao movimento das mãos. Quando João Carlos surgiu no palco foi merecidamente ovacionado. Na conversa com a plateia, ele interage e se observa química perfeita. Quando seus dedos tocam o piano, faz-se um momento sublime, ato de um mestre reflexivo, profundo e altamente talentoso. Com músicos bem escolhidos, a Camerata bachiana tem na presença se Sergei de Carvalho, seu spalla, uma lembrança marcante de seu pai, o grande maestro Eleazar de Carvalho, já morto. João Carlos Martins é uma lição de vida, de tenacidade e amor à música. Virtuose no Museu da República Almeida Prado, um dos maiores expoentes da música brasileira, é homenageado pela Série Música no Museu, no próximo dia 8, às 12h30, no Museu da República, justamente o dia em que completaria 68 anos. No programa, Cenas infantis , uma série de obras curtas sonoramente inventivas, a Sonata nº7 ( Salmo nº19 ), da fase em que a religiosidade do autor é expressada intensa e dramaticamente. Em primeira audição no Rio, as Cartas celestes XVIII – o Céu de Macunaíma , uma das últimas obras em 2010, baseada nos céus brasileiros.

Para finalizar, a Toccata da epifania , que mostra o brilho do pianismo virtuoso do compositor.

O recital estará nas mãos da pianista paranaense Ingrid Barancoski, que é Doutora em Música pela Universidade do Arizona, Tucson, nos Estados Unidos e, atualmente, é professora da UniRio.

Amanhã, dia 4, às 12h30, recital com o violonista Gabriel Lucena, no Real Gabinete Português de Leitura. Os concertos da série são sempre com entrada franca. E o diretor do projeto, Sergio da Costa e Silva, avisa que é bom chegar com uma hora de antecedência.