Heloisa Tolipan

E começa a folia em Salvador... Mal aterrissamos na capital baiana e já podíamos ouvir da boca dos moradores locais: “Esta é a semana em que Salvador para!”. No dia de ontem, não só se festejou o aniversário de Iemanjá (afinal, nesse estado a mistura religiosa é uma das atrações turísticas), como também o primeiro dia do 13º Festival de Verão de Salvador –época em que a diversidade musical vira a ordem e o progresso da bandeira desse povo.

“O festival é um espelho da personalidade do baiano, um sujeito múltiplo que tem a música como sua forma de expressão. Não é só o axé e o pagode, como acabamos sendo rotulados, mas, quem conhece nossa música e nossa história, pode nos achar nos mais variados estilos, como no rock de Raul Seixas e Pitty , na bossa nova de João Gilberto e na tropicália de Gil , Caetano e Gal ” , no contou Bernardo Araújo , diretor do Festival. Para dar forma a este caldeirão cultural que rolará até sábado, o evento foi montado no Parque de Exposições e conta com seis ambientes voltados para os mais diversos tipos de público, como a Casa do Samba, a Concha Acústica, a Arena Universitária, a Tenda Eletrônica, a Casa do Pagode (carne nova desta edição) e um destaque especial ao Palco 2011, onde estaremos de olhos bem abertos para contarmos todos os babados.

Não dá para cochilar por um minuto sequer, já que este último palco já virou lounge de Maria Gadú e ainda promete ganhar o gosto de acarajé de Ivete Sangalo , Claudia Leitte , Ana Carolina , Jota Quest e da atração internacional Jason Mraz (aquele que canta I’m yours ) que, no último dia do festival, apresentará a música Simply all em um dueto inédito com Milton Nascimento . “Jason tem um estilo pop reagge, mas há uma convergência para a sonoridade da Bahia. Podemos ver o reflexo disso, inclusive, na grande incidência de gravações do sucesso I’m yours por vozes baianas.

Essa participação de Milton promete proporcionar um dos momentos mais mágicos da música, não só brasileira, como mundial”, arriscou Bernardo.

Para o grand finale da festa baiana, rola um esquenta para o Carnaval nas mãos do percursionista xodó dos cantores baianos, Márcio Victor , e sua banda Psirico. “Quem não conseguir estar aqui esse ano, vai perder uma excelente oportunidade de ver mais esse carnaval. Principalmente o carioca, que está em casa com esse tipo de folia.

Portanto, não deixem de vir!”.

Nós já estamos lá, ou melhor, aqui, e, além dos bafos, vamos mostrar os cliques do baiano Edgar de Souza , nosso amigo que, pelo terceiro ano consecutivo, estará na linha de frente da cobertura fotográfica do Festival de Verão.