Heloisa Tolipan

Fause Haten O ‘nada’ de As luzes se apagam e o apito é tocado.

Logo nos primeiros passos da modelo, a plateia pôde perceber que Fause Haten estava preparando algo diferente para seu desfile de Inverno. As modelos desfilavam sem trilha sonora, animando até um fotógrafo engraçadinho: “DJ, solta o som!”, um deles gritou. As mulheres de Fause, louríssimas e negras como Gracie Carvalho e Ana Bela , andavam no silêncio com suas roupas escuras, cheias de cristais e se sentavam no final da passarela em cadeiras, para fazer parte da plateia. Todas as roupas passam, três apitos tocam e a performance dos bailarinos Melissa Soares e Gustavo Lopes , do Studio 3 Cia. de Dança, começa. Fause trouxe o balé para a passarela, mas sem tutu na coleção. “Eu já tinha trabalhado com outros elementos e, dessa vez, quis envolver o meu desfile com a dança de alguma forma. Quando fui assistir ao espetáculo Marta , me encantei por essa coreografia, chamada O piano , e quis trazê-la para o desfile”, nos contou o estilista. Claro que nós quisemos saber se o tema escolhido e a apresentação tinham alguma relação. “Não existe uma relação e eu acho que não precisa ter. Esse espetáculo me tocou e eu quis mostrar um pouco dele para sensibilizar o público também”, disse. O ‘nada’ foi a inspiração para a coleção. “Eu fiquei quase três semanas pensando em um tema para a coleção, mas não conseguia encontrar. Aí, em vez de me estressar pensei: ‘então é isso’. É nada.

A partir daí, nós desenvolvemos a cartela de cores: preto, branco, cinza e bege”. E as modelos todas iguaizinhas? “O engraçado é que, apesar do tema ser nada, eu tinha uma mulher na cabeça desde o começo: muito loura, que usasse roupas escuras de golas claras e se sentasse para ver um balé. As formas também foram pensadas para serem ‘nada’. Os vestido em linha A e calças sem comprimento definido emolduram essa mulher, mas nunca a ultrapassam. Por isso, passam a ser nada, porque a loura sempre é a mais importante”, salientou Fause, que entra em estúdio, em março, para gravar um CD com composições suas, por um selo independente. A joia sai em maio.