Heloisa Tolipan

Pedro Aguinaga: “o show tem de continuar” O desfile da Reserva teve Lobão tocando uma versão de Decadan ce avec elegance (tema da coleção) repaginada, até com batida de funk. “Me amarrei muito em fazer essa história”, nos disse Lobão. Como adoramos a canção, tivemos de perguntar se o músico não iria disponibilizar a trilha, depois, em CD. “Ih, gente. Vou ter de pedir para os meninos da Reserva, porque eu não registrei. Eu, toda hora, incluía uma batida nova na música”, respondeu. E, Lobão, qual foi a sensação de tocar ao vivo nos 15 minutos de desfile? “Você acredita que eu já desfilei muito como modelo? Me amarro nessa coisa toda”.

Na passarela, todos os modelos estavam fazendo as vezes de homens grisalhos. A inspiração para o visual era um ícone da década de 70: Pedrinho Aguinaga , que foi considerado o homem mais bonito do Brasil à época.

“Todos pareciam comigo, reparou?”, brincou ele. Quantas mulheres ainda babam pelo, hoje, sessentão com barriga saradíssima! Mas o que vamos relatar agora é uma história triste de bastidores, bem diferente da alegria dos looks incríveis que a grife carioca mostrou. Pedrinho seria o homenageado e fecharia o desfile, mas nem entrar sala pôde. Eram 10h de anteontem, dia do fashion show , quando o celular de Pedrinho tocou e ele soube que a mãe, Claudine Aguinaga , havia morrido. Ela sofria de Mal de Alzheimer e morava com Pedro, que há quatro anos cuidava full time de seu dia-a-dia. O ex-modelo pegou a primeira ponte-aérea para o Rio, providenciou o sepultamento e, profissional como só, voltou a São Paulo. A grife rapidamente decidiu que ele sentaria na fila A, já que não teve tempo de fazer a prova de roupa. Mas, infeli zmente, na hora em que pisou no prédio da Bienal, as luzes já estavam apagadas e ninguém mais pode entrar na sala. “Não me estresso mais com nada. Assisti ao desfile do backstage , ao lado dos meninos da grife e a emoção foi a mesma. Perdi a mulher mais importante da minha vida hoje, mas tenho certeza de que, quando ela chegou no céu, encontrou com meu pai, Fernando , e ele disse para ela: ‘meu bem, por que você demorou tanto a chegar? Estou aqui te esperando há quatro anos’”, emocionou-se. Agora, vou contar um segredinho ótimo para todos que gostam de Pedrinho: ele tem planos de desenvolver uma linha de roupas própria!.