Conte apoia jornalista Marcello Foa para chefiar RAI

Após ver seu nome rejeitado para assumir a presidência da emissora estatal "RAI", o jornalista italiano Marcello Foa foi considerado pelo primeiro-ministro da Itália, Giuseppe Conte, "o profissional adequado" para o cargo. "Considero ele uma figura de grande valor, tem um currículo profissional altamente respeitado. Eu acho que ele é uma pessoa absolutamente adequada para a presidência da RAI, um profissional sério e responsável", disse Conte nesta quarta-feira (8) em uma coletiva de imprensa no Palazzo Chigi.    

Mesmo após o apoio declarado de Conte a Foa, o impasse na TV estatal para a escolha do novo presidente continua. "Não é simples. O primeiro-ministro não tem uma fórmula para oferecer.    

É uma situação delicada, vamos avaliar da melhor maneira, sem forçar um diálogo entre forças políticas", concluiu o premier.    

Na última semana, o nome de Foa para chefiar a RAI não recebeu os dois terços dos votos exigidos pelos opositores dos partidos de coalizão do Parlamento da Itália, o Movimento Cinco Estrelas (M5S) e a Liga, após o italiano ser acusado de compartilhar "Fake News".    

No entanto, devido a uma disposição do estatuto do Conselho de Administração da RAI, Foa continua atuando como um conselheiro sênior e só poderá ser presidente da emissora caso haja uma nova votação e os legisladores do Forza Italia, partido do ex-primeiro-ministro Silvio Berlusconi, participem da eleição.