Líder da oposição do Zimbábue rejeita "resultados falsos" da eleição

O líder da oposição no Zimbábue, Nelson Chamisa, rejeitou nesta sexta-feira os "resultados falsos" das eleições que deram a vitória ao presidente Emmerson Mnangagwa.

"O escândalo da ZEC (Comissão Eleitoral) publicando resultados falsos não verificados é lamentável" escreveu Chamisa no Twitter.

Ele denunciou que a ZEC negou a seu partido, o Movimento para a Mudança Democrática, acesso aos resultados antes de anunciar a vitória de Mnangagwa com 50,8% dos votos.

"A ZEC deve publicar os resultados corretos e verificados, endossados pelos partidos", afirmou Chamisa.

"O nível de opacidade, a falta de verdade, a decadência moral e a ausência de valores são desconcertantes", completou.

Mnangagwa foi durante mais de 30 anos um aliado fiel do presidente e autocrata Robert Mugabe.

Aos 75 anos, o homem que comanda o país desde o novembro, após um golpe militar que derrubou Mugabe, afirmou que sua vitória significa um "novo começo" para o país.

kjl/wdb/pc/pb/es/fp