Papa introduz no catecismo que a pena de morte é "inadmissível"

O papa Francisco introduziu no catecismo o compromisso da Igreja Católica de lutar contra a pena de morte, que agora será considerada "inadmissível", anunciou nesta quinta-feira o Vaticano.

"A Igreja ensina, à luz do Evangelho, que a pena de morte é inadmissível, porque atenta contra a inviolabilidade e a dignidade da pessoa, e se compromete com determinação por sua abolição em todo o mundo", afirmou o pontífice em uma audiência concedida ao prefeito da Congregação para a Doutrina da Fé.