Turquia ameaça EUA com represálias após sanções impostas a Ancara

Ancara ameaçou nesta quarta-feira (1) adotar represálias depois que Washington impôs sanções aos ministros turcos da Justiça, Abdulhamit Gul, e do Interior, Suleyman Soylu, pela detenção de um pastor americano e advertiu que estas ações poderiam afetar as relações bilaterais.

"Não há dúvida de que isto afetará em grande medida os esforços construtivos que estão sendo feitos para resolver os problemas entre os dois países", declarou o Ministério de Assuntos Exteriores em um comunicado.

"Haverá uma resposta a essa atitude agressiva sem demora", acrescentou.

O governo dos Estados Unidos anunciou mais cedo a adoção de sanções contra os ministros turcos pela "injusta" detenção do pastor americano Andrew Brunson, acusado de atividades "terroristas".

"Acreditamos que (Brunson) foi vítima de um tratamento injusto e injustificado por parte do governo turco", declarou a porta-voz da Casa Branca, Sarah Sanders.

raz/pg/pb/mvv