França e Berlim divergem sobre acordo comercial global UE-EUA

O ministro francês das Finanças, Bruno Le Maire, ressaltou, nesta quinta-feira (16), a oposição da França a que se negocie um acordo comercial global entre a União Europeia e os Estados Unidos, exigindo que a agricultura fique "fora do alcance", caso isso venha a acontecer.

Le Maire pediu "esclarecimentos" sobre as medidas anunciadas depois do encontro, ontem, em Washington, entre o presidente americano, Donald Trump, e o presidente da Comissão Europeia, Jean-Claude Juncker. Na reunião, foi anunciado um pacto para desativar o conflito comercial com decisões sobre agricultura, indústria e energia.

Já a Alemanha considerou "construtivo" o resultado do encontro entre Trump e Juncker, afirmou nesta quinta uma porta-voz da chanceler alemã, Angela Merkel, no Twitter.

"O governo saúda o acordo para uma ação construtiva no comércio", tuitou a porta-voz Ulrike Demmer.

"A Comissão pode continuar a contar com nosso apoio", completou.

arz/boc/spi/pa/pb/tt