Premier grego desconfia que incêndios sejam dolosos

O primeiro-ministro da Grécia, Alexis Tsipras, anunciou terça-feira (24) que as autoridades investigarão a origem dos incêndios no leste de Atenas que deixaram ao menos 60 mortos e 556 feridos, entre eles 16 crianças.  

"Nada permanecerá sem resposta", disse Tsipras, ressaltando desconfiar de que o fogo tenha origem dolosa, porque os focos estão em locais diferentes e distantes. Mais cedo, o premier tinha comentado que se tratavam de "incêndios assimétricos".  Em um discurso, Tsipras declarou três dias de luto nacional.