Erdogan chama Israel de país 'mais fascista e racista do mundo'

O presidente turco, Recep Tayyip Erdogan, classificou Israel, nesta terça-feira (24), de país "mais fascista e racista do mundo", após a votação no Parlamento israelense, na semana passada, de uma lei que define o país como "o Estado-nação do povo judeu".

"Esta medida demonstrou, sem deixar lugar para dúvida, que Israel é o Estado mais sionista, mais fascista e mais racista do mundo", disse Erdogan em um discurso para sua bancada parlamentar em Ancara, enquanto alguns deputados gritavam "maldita seja Israel".

gkg/lsb/phv/ra/zm/tt