Chefe de Inteligência dos EUA ignora conteúdo da conversa entre Trump e Putin

O chefe da Inteligência dos Estados Unidos, Dan Coats, revelou nesta quinta-feira que não sabe o que foi conversado entre o presidente americano, Donald Trump, e o líder russo, Vladimir Putin, em um encontro privado ocorrido há três dias, em Helsinki.

"Não sei o que aconteceu nesta reunião", disse Coats. "Acredito que a medida em que o tempo passe, e como o presidente já mencionou algumas coisas, saberemos mais".

Coats, que supervisiona e coordena CIA, NSA e outras agências de Inteligência, também revelou em um fórum de segurança em Aspen, Colorado, que ficou surpreso com o anúncio de que há discussões para um novo encontro entre Trump e Putin, agora na Casa Branca, ainda este ano.

O funcionário avaliou que é "uma prerrogativa do presidente" não divulgar o que foi tratado no encontro com Putin, mas deixou claro que discordou da decisão de Trump de manter uma reunião privada com Putin, com a presença apenas dos tradutores.

"Se tivesse sido consultado, teria sugerido outra coisa".

Após a cúpula de Helsinki, Trump surpreendeu ao se negar a reconhecer ou condenar a interferência russa nas eleições americanas de 2016, quando Coats deixou claro que a conclusão dos serviços de Inteligência dos EUA apontava para a ingerência de Moscou, buscando "minar" a democracia americana.