Explosivo é jogado contra casa de ex-líder político na Irlanda do Norte contra el domicilio de Gerry Adams

Dois artefatos explosivos foram jogados na noite de sexta-feira contra a casa, em Belfast, do ex-líder do Sinn Féin, Gerry Adams, e de outra figura desse partido, causando danos a um veículos.

A polícia norte-irlandesa indicou no Twitter que os incidentes estão sendo investigados, sem dar mais detalhes.

Segundo o Sinn Féin, antigo braço político do IRA (Exército Republicano Irlandês), os dois explosivos tinham como objetivo do domicílios de de Gerry Adams e Bobby Storey.

"Está tudo bem. Ninguém ficou ferido", tuitou Gerry Adams.

Estes ataques acontecem depois de várias noites de distúrbios na cidade norte-irlandesa de Londonderry, na fronteira com a República da Irlanda, causados por dissidentes republicanos, militantes irlandeses católicos favoráveis a uma unificação da ilha.

Londonderry é tristemente célebre pelo Domingo Sangrento de 30 de janeiro de 1972, quando soldados britânicos abriram fogo contra uma marcha pacífica e causaram 14 mortes.

Desde os acordos de paz de 1998, que puseram fim a 30 anos de conflito, a província é sacudida por incidentes esporádicos, e alguns eventos simbólicos que às vezes resultam em confrontos.

A Irlanda do Norte está sem governo local desde janeiro de 2017, pois os dois principais partidos, o Partido Democrata Unionista (protestante) e o Sinn Féin (católico e republicano) são incapazes de superar suas diferenças.

eg/lch/me/es/cn