Petróleo sobe conforme importadores desistem de comprar do Irã

O petróleo subiu nesta segunda-feira, quando a perspectiva de sanções americanas fez muitos importadores desistirem de comprar petróleo iraniano.

O barril de Brent do Mar do Norte para entrega em setembro fechou a 78,07 dólares no mercado de Londres após ganhar 96 centavos.

Em Nova York, o barril de "light sweet crude" (WTI) para entrega em agosto subiu 5 centavos, a 73,85 dólares.

"O mercado está muito volátil enquanto procura se avaliar a perturbação que as sanções contra o Irã causariam nos mercados" que aplicará Washington após se afastar dos acordos internacionais com Teerã", disse David Madden, analista da CMC Markets.

Washington disse no começo do mês que desde novembro sancionará quem comprar petróleo do Irã, acusado de ser um fator de pertubação no Oriente Médio.

O Japão planeja parar de comprar petróleo iraniano a partir de setembro de Washington não conceder isenções, disse a agência de notícias Bloomberg.

"Estimamos que as sanções contra o Irã farão com que entre 1 milhão e 1,5 milhão de barris por dia desapareçam do mercado", disseram analistas do banco Société Générale.

Eles acrescentaram que a Arábia Saudita e a Rússia, tentariam compensar essa perda, mas estariam expostas a serem mais vulneráveis se outras complicações ocorrerem na oferta global.

bur-alb/Dt/AB/gm/ll