Indonésios fazem cerimônia de oferendas em vulcão ativo

Milhares de pessoas subiram, neste domingo (1), ao monte Bromo, um vulcão ativo no leste da ilha indonésia de Java, para celebrar uma cerimônia religiosa na qual oferendas são lançadas dentro da cratera fumegante.

Anualmente, durante as festas de Yadnya Kasada, membros da tribo dos Tengger que vêm do interior da ilha lançam frutas, verduras, flores e até animais, como cabras e galinhas, no centro do vulcão.

Outros habitantes, que não pertenecem a esta tribo, se nas margens da cratera para tentar pegar essas oferendas com a ajuda de redes.

O ritual remonta a uma lenda do século XV acerca da princesa Roro Anteng do reino de Majapahit e seu marido Joko Seger.

Sem filhos após vários anos casados, eles imploram aos deuses, que ouvem suas preces e lhes prometem 25 filhos se aceitassem sacrificar o mais jovem, lançando-o ao monte Bromo.

Diz a lenda que o caçula dos filhos, um menino, saltou voluntariamnete na cratera para garantir a prosperidade de seu povo.

A tradição de sacrifício de animais e colheitas perdura entre os Tengger.

Desde a madrugada, bailarinos vestidos com coloridos trajes tradicionais se misturam com turistas, tanto indonésios, quanto estrangeiros, para celebrar esta festa.

Nos últimos anos, cada vez mais pessoas participam desta celebração, depois que as autoridades locais promoveram o evento entre os turistas.

dsa-str/ev/lch/es/pc/ll