Cidade espanhola e parque nacional colombiano são declarados Patrimônios da Humanidade

A cidade de Medina Azahara, perto de Córdoba, uma das joias deixadas na Espanha ao longo do período de dominação muçulmana da península ibérica, entre os séculos VIII e XV, e o Parque Nacional de Chiribuquete, nas selvas do sudeste da Colômbia, foram declarados Patrimônios da Humanidade neste domingo (1).

"A cidade de Medina Azahara, na Espanha, acaba de ser inscrita na lista do Patrimônio Mundial da Unesco. Felicidades!", escreveu no Twitter a Organização das Nações Unidas para a Educação, a Ciência e a Cultura, horas antes de anunciar "a nova inscrição na lista do Patrimônio Mundial da Unesco, o Parque Nacional de Chiribiquete", também conhecido como Maloca de Jaguar.

Medina Azahara (em árabe Madinat al Zahra, "a cidade brilhante") é, junto com a Alhambra de Granada, a Mesquita de Córdoba e a Giralda de Sevilla, uma das joias deixadas na Espanha ao longo do período de dominação muçulmana da península ibérica, entre os séculos VIII e XV.

Com uma extensão de 2,7 milhões de hectares que abarcam cinco municípios amazônicos nas regiões de Guaviare e Caquetá, o maior parque natural da Colômbia preserva uma das principais diversidades biológicas do planeta e lugares sagrados para as populações indígenas.

O presidente colombiano, Juan Manuel Santos, comemorou a declaração e advertiu que seu governo expandirá o território protegido na área.

bur-meb/pc/es/ll