Oito localidades sob controle do regime sírio após acordos com rebeldes

Os rebeldes de oito localidades do sul da Síria aceitaram neste sábado entregar o controle de suas regiões ao regime, em consequência de acordos negociados pela Rússia, após duas semanas de bombardeios aéreos, informou a ONG Observatório Sírio dos Direitos Humanos (OSDH).

Isto acontece após as operações militares iniciadas em 19 de junho pelo regime de Bashar al-Assad e sua aliada Rússia na província de Deraa, sul da Síria, controlada em 70% pelos insurgentes.

Depois de consolidar seu poder na capital Damasco e seus arredores, o regime sírio se concentra agora no sul, uma região chave próxima da fronteira com a Jordânia e as Colinas de Golã, parcialmente ocupadas por Israel

Em sua reconquista de territórios rebeldes no país em guerra, o regime recorre com frequência à mesma estratégia: bombardeia e isola os redutos insurgentes, antes de impor acordos chamados de "reconciliação", mas que estão mais próximos de uma rendição.

Com os acordos, os rebeldes que desejam permanecer na localidade entregam as armas e os que se recusam a viver sob o controle do regime são levados para zonas sob controle dos insurgentes, na região norte do país.

"Ao menos oito localidades do leste e do norte da província de Deraa aceitaram acordos de 'reconciliação'", afirmou à AFP o diretor do OSDH, Rami Abdel Rahman.

lar/bek/tp/me/eg/fp