Coreia do Norte continua com programa nuclear, dizem fontes

Os serviços de inteligência dos Estados Unidos afirmaram que a Coreia do Norte continua, em sigilo, enriquecendo urânio para produzir armas nucleares.  

A informação, porém, contradiz o que o próprio presidente dos Estados Unidos, Donaldo Trump, disse após a histórica reunião com o líder norte-coreano, Kim Jong-un, no dia 12 de junho. Naquela ocasião, o republicano garantiu que o programa nuclear de Pyongyang "não representa mais uma ameaça".   

A notícia foi dada pela rede NBC, que cita "dezenas de fontes da CIA e de outros serviços secretos, os quais pediram anonimato". Segundo as fontes, Kim tenta conseguir o máximo de concessões possíveis dos EUA, enquanto continua desenvolvendo, em segredo, seu programa nuclear, o qual considera estratégico para a sobrevivência do regime norte-coreano.    Até o momento, a Casa Branca não comentou a denúncia da NBC.