Ataque do Boko Haram deixa quatro mortos no nordeste da Nigéria

Quatro pessoas morreram em um ataque noturno lançado por extremistas do Boko Haram contra um acampamento de deslocados no nordeste da Nigéria, na fronteira com Camarões - informaram fontes de segurança neste sábado (30).

Os insurgentes, que estavam de bicicleta e a pé, atacaram o acampamento de deslocados da cidade de Banki, à 0h30 de sábado (20h30 de sexta em Brasília), e abriram fogo contra os civis.

"Ontem à noite, os terroristas do Boko Haram [...] mataram quatro pessoas e feriram outras quatro", explicou uma autoridade militar que pediu para não ser identificada.

Os soldados e policiais de guarda do lado de fora do acampamento intervieram, trocando disparos com os insurgentes durante cerca de uma hora, acrescentou a mesma fonte.

"Dois terroristas morreram nos combates, e o restante fugiu. Recuperamos dois fuzis", completou.

Um membro da milícia que trabalha junto com o Exército contra o Boko Haram confirmou o balanço para a AFP.

Situada 130 quilômetros ao sudeste de Maiduguri, capital do estado de Borno, Banki acolhe 45.000 pessoas deslocadas.

Quando o acampamento se abriu, em março de 2015, a cidade era considerada uma zona relativamente segura para os civis que fugiam da violência. Depois, porém, tornou-se alvo dos extremistas em várias ocasiões.

A insurreição extremista, que pretende instalar um califado no nordeste da Nigéria, deixou 20.000 mortos e mais de 2,6 milhões de deslocados desde 2009.

abu/cl/thm/sgf/tt