Chuva impede busca de jovens presos em caverna na Tailândia

Chuvas torrenciais impediam nesta quarta-feira o trabalho dos socorristas que tentam localizar um grupo de 12 meninos e seu treinador de futebol desaparecidos desde sábado em uma caverna inundada no norte da Tailândia.

"O crescimento do nível da água é um grande obstáculo para a operação de resgate e ocorreram fortes chuvas esta noite", declarou nesta quarta-feira à AFP Khanchit Chomphudaeng, que dirige a equipe de socorristas.

A Marinha tailandesa, muito envolvida nesta operação que mobiliza centenas de pessoas, informou no Facebook que o nível da água subiu 15 centímetros durante a noite e que uma terceira zona desta rede subterrânea complexa de cavernas agora está inundada.

Na manhã desta quarta-feira, militares instalaram sistemas de bombeamento adicionais para retirar água da caverna, constatou a AFP.

Familiares dos meninos, que estão há dias na entrada da caverna, mantêm a confiança em um final feliz.

"Espero que hoje, com a ajuda de todas as equipes, serão salvos", disse Pean Kamlue, mãe de um jovem de 16 anos preso na caverna.

As autoridades acreditam que o grupo de meninos, com idades entre 11 e 16 anos, e seu treinador de futebol entraram no sábado na caverna para escapar do tempo ruim.

O incidente ocorreu na caverna de Tham Luang, situada no distrito de Mae Sai.

O alerta veio de uma das mães, quando seu filho não retornou para casa no sábado à noite.

As equipes de emergência encontraram bicicletas, chuteiras e mochilas na entrada da caverna na segunda-feira. Algumas fontes citaram pegadas em uma parte da caverna.