Militantes de direita são presos tentando impedir parada gay em Kiev

A polícia ucraniana prendeu, neste domingo (17), 56 militantes de extrema direita que tentavam impedir o início da Gay Pride, a parada gay de Kiev.

O evento reuniu cerca de 5 mil pessoas, que desfilaram sob forte proteção policial.

Aproximadamente 150 ultradireitista tentaram impedir o desfile e enfrentaram a polícia com gases lacrimogêneos.

osh/tm/bmm/ia/mr/zm/age/ll