Marroquino é condenado à prisão perpétua na Finlândia por ataque com faca

O autor do ataque com faca em Turku (sudoeste da Finlândia), um marroquino que matou esfaqueada duas mulheres e feriu outras oito pessoas em 18 de agosto de 2017, foi condenado à prisão perpétua nesta sexta-feira.

Abderrahman Bouanane, de 23 anos, foi condenado por "dois assassinatos de caráter terrorista e oito tentativas de assassinato", segundo a sentença.

Além das duas finlandesas mortas, outras oito pessoas, seis mulheres e dois homens, ficaram feridas no primeiro ataque deste tipo em território finlandês.

Pouco antes, o condenado havia expressado nas redes sociais sua simpatia pela organização Estado Islâmico (EI). Ele também gravou um vídeo com o texto de um manifesto em que afirmava sua disposição de "morrer como um mártir", de acordo com a justiça.

No entanto, o grupo jihadista nunca reivindicou a responsabilidade pelo ataque.

"A intenção de Bouanane era espalhar o terror entre a população da Finlândia e de outros países europeus", destacou a corte em seu veredicto.

Abderrahman Bouanane chegou à Finlândia em 2016 como um requerente de asilo e "se radicalizou progressivamente em 2017", de acordo com a corte, depois que sua solicitação foi negada.

Ele tem 30 dias para apresentar um recurso. Na Finlândia, a prisão perpétua é equivalente a 14 anos de prisão, em média.

str-hdy/gab/glr/jvb/eg/mr