Luta contra EI se intensificará durante trégua no Afeganistão

O comandante das forças americanas e da Otan no Afeganistão, general John Nicholson, disse nesta sexta-feira (8) que as operações contra o grupo Estado Islâmico (EI) se intensificarão durante o cessar-fogo unilateral com os talibãs anunciado pelo presidente afegão.

Apoiadas pelos Estados Unidos, as operações do Afeganistão buscam expulsar o EI e a Al-Qaeda dos territórios sob seu controle nas províncias afegãs de Kunar (nordeste), Nangarhar (leste) e Jawzjan (norte), explicou o general Nicholson à imprensa, em Bruxelas, onde participa de uma reunião da Otan.

As forças americanas e afegãs "estão em meio a uma nova ofensiva contra o EI em Nangarhar", indicou o general, acrescentando que "isso continuará e até se intensificará durante o período do cessar-fogo".

Nicholson lembrou que os Estados Unidos se comprometeram a respeitar o cessar-fogo proposto pelo presidente afegão, Ashraf Ghani, unilateralmente aos talibãs, mas assegurou que o Exército dos EUA se defenderá se os talibãs, ou outros grupos, não respeitarem a trégua.

"Adotaremos medidas para defender as forças da coalizão e as forças afegãs", afirmou o general Nicholson.

"Isso significa que vamos monitorar [a situação], e estaremos prontos para responder a qualquer ameaça contra nossas forças que se apresente, ou pareça iminente".

sl-tjc/ra/tt