Prisão perpétua para sul-africano que matou pais e irmão com machado

O filho de uma próspera família sul-africana foi condenado nesta quinta-feira à prisão perpétua por ter assassinato a sangue frio e de forma cruel com um machado seus pais e seu irmão.

"O assassinato de cada um dos membros da família é um crime grave e merece a pena mais severa", afirmou o juiz ao condenar Henri van Breda, de 23 anos, à prisão perpétua na Cidade do Cabo.

A defesa de Van Breda anunciou que vai apelar da sentença.

Em 27 de janeiro de 2015, a polícia achou os corpos sem vida dos pais de Henri van Breda e seu irmão de 21 anos em sua casa em Stellenbosch (sudoeste), a capital do vinho da África do Sul.

Henri van Breda também atacou sua irmã, ferida com gravidade na cabeça e no pescoço, mas que conseguiu sobreviver.

kvs-bed/sd/zm/age/cn