TV cancela série por racismo contra ex-assessora de Obama

A emissora televisiva "ABC", dos Estados Unidos, cancelou uma série recentemente renovada, "Roseanne", após comentários racistas envolvendo a administração de Barack Obama.    

Valerie Jarrett, ex-assessora do democrata, foi comparada pela protagonista e criadora do seriado, Roseanne Barr, a um macaco.    

Em postagem no Twitter, que foi duramente criticada, Barr descreve Jarrett como "uma mistura de Irmandade Muçulmana com Planeta dos Macacos".    

"A publicação de Roseanne no Twitter é detestável, repugnante e incompatível com nossos valores, e decidimos cancelar sua série", disse a presidente da emissora, Channing Dungey, que é negra, após a repercussão do tweet.    

A ofensa foi apagada pela comediante, que tentou se redimir com outra publicação. "Peço desculpas a Valerie Jarrett e a todos os norte-americanos. Eu sinto muito mesmo por ter feito uma piada horrível sobre sua política e aparência. Eu deveria ser melhor que isso", escreveu.