Líder do M5S convoca ato contra decisão que bloqueou governo com Liga na Itália

O líder do Movimento 5 Estrelas (M5S), Luigi di Maio, convocou seus eleitores e apoiadores a um evento em Roma, no próximo sábado, 2 de junho, para protestar contra a decisão do presidente da Itália, Sergio Mattarella, que interrompeu o processo de formação de governo até então conduzido pelo advogado Giuseppe Conte, indicado pelo M5S em conjunto com a Liga.

Em um vídeo veiculado nesta segunda-feira, di Maio também pediu aos seus seguidores que pendurem desde já bandeiras italianas em suas janelas e se manifestem nas mídias sociais com a hashtag "OMeuVotoConta".

Mais cedo, Mattarella concedeu formalmente ao economista e ex-diretor do Fundo Monetário Internacional (FMI) Carlo Cottarelli um mandato temporário como primeiro-ministro para tentar formar um governo ou, se não conseguir fazê-lo, convocar novas eleições no país. O presidente não aceitou a proposta apresentada por Conte de que o economista eurocético Paola Savona assumisse o posto de ministro da Economia.