EUA recuam de sanções contra Pyongyang diante de progresso por cúpula bilateral

Os Estados Unidos decidiram desistir de implementar um novo pacote de sanções contra a Coreia do Norte à medida que reacende a possibilidade de uma cúpula entre o presidente Donald Trump e o ditador norte-coreano, Kim Jong-un, no próximo mês.

A Casa Branca se preparava para anunciar a imposição de novas sanções contra o regime norte-coreano amanhã, mas decidiu nesta segunda-feira postergar indefinidamente as medidas ao mesmo tempo que Pyongyang sinaliza querer manter o diálogo com os EUA.

Nesta segunda-feira, diplomatas do governo dos Estados Unidos vão se encontrar com seus pares norte-coreanos na vila de Panmunjom, centro das discussões intercoreanas, em um esforço para reagendar a cúpula entre Kim e Trump.

No sábado, os líderes das Coreias tiveram um encontro de surpresa em Panmunjom, no qual a desnuclearização esteve em pauta.

No encontro do final de semana, Kim agradeceu ao presidente sul-coreano, Moon Jae-in, pelos esforços em levar adiante a cúpula entre Coreia do Norte e Estados Unidos planejada para 12 de junho e expressou seu "firme desejo" pela reunião histórica com os americanos.

De acordo com fontes do governo americano, o Departamento do Tesouro planejava tomar as medidas contra 36 alvos, incluindo entidades da Rússia e da China. Fonte: Dow Jones Newswires.