Brasil rejeita pedido 'arrogante' de ex-líderes europeus a favor de Lula

O governo brasileiro rejeitou nesta quarta-feira (16) o apelo "arrogante e anacrônico" de seis ex-chefes de Estado e de Governo europeus a favor da participação nas próximas eleições do ex-presidente Luiz Inácio Lula da Silva, atualmente na prisão.

"Recebi, com incredulidade, as declarações de personalidades europeias que, tendo perdido audiência em casa, arrogam-se o direito de dar lições sobre o funcionamento do sistema judiciário brasileiro", escreveu o ministro das Relações Exteriores, Aloysio Nunes, em um comunicado.

afp