Netanyahu apoia decisão de Trump de deixar acordo nuclear iraniano

O primeiro-ministro israelense, Benjamin Netanyahu, disse nesta terça-feira (8), que "apoia totalmente" a decisão "corajosa" do presidente americano, Donald Trump, de retirar seu país do acordo nuclear com o Irã.

"Israel apoia totalmente a decisão corajosa tomada pelo presidente Trump de rejeitar o desastroso acordo nuclear" com a República Islâmica, afirmou Netanyahu ao vivo na televisão pública após o anúncio americano.

O premiê israelense, cujo país se considera como o alvo designado de um Irã com armas atômicas, é um dos mais fervorosos críticos do acordo de 2015.

Netanyahu lembrou ter se oposto ao acordo "desde o começo" porque "não só este acordo bloqueia a via do Irã para a bomba, mas abre a via a um arsenal completo de bombas nucleares e isso em alguns anos".

Ele afirmou que a suspensão progressiva das sanções que acompanham o acordo produziu "resultados desastrosos".

"O acordo não fez recuar o risco de guerra, o aproximou. O acordo não limitou a atuação agressiva do Irã, a aumentou incrivelmente" em toda a região, declarou.

lal/nbz/mr/mvv