Grécia absolve socorristas espanhóis e dinamarqueses julgados por tráfico de imigrantes

O tribunal de Mytilini, capital de Lesbos, absolveu nesta segunda-feira (7) três socorristas espanhóis e dois dinamarqueses que haviam sido acusados de contribuir para a entrada ilegal de migrantes na ilha grega do Mar Egeu.

O juiz se opôs à acusação do promotor, que havia solicitado um veredicto de culpabilidade para os cinco.

"Justiça foi feita (...) é uma grande vitória para a ajuda humanitária", declarou em um tuíte a ONG Proem-AID, à qual pertencem os três ativistas humanitários espanhóis de Sevilha (sul).

"Salvar vidas não é crime", disseram em inglês os cinco socorristas ao final da audiência, que contou com a presença de muitos simpatizantes espanhóis, gregos e outros europeus.

O ministro espanhol das Relações Exteriores, Alfonso Dastis, escreveu no Twitter: "Estou muito contente que os sevilhanos Manuel Blanco, Julio Latorre e Quique Rodriguez @proemaid foram absolvidos de todas as acusações. @MAECgob (Ministério das Relações Exteriores) e @EmbEspAtenas (embaixada espanhola em Atenas) apoiamos os nossos cidadãos no processo. Um grande trabalho humanitário no Mediterrâneo".

str-cb/od/mra/gh/age/mr/tt