Decisão judicial permite a retirada do nome Trump de fachada de edifício em NY

Uma juíza de Nova York decidiu nesta quinta-feira que os moradores de um edifício de luxo de Manhattan podem retirar o nome de Trump da fachada.

O complexo de apartamentos na Riverside Boulevard 200, no Upper West Side, é um dos edifícios de Nova York que o agora presidente Donald Trump ajudou a desenvolver décadas atrás e que se chama "Trump Palace", apesar de ele não ser o dono.

Quando a comissão de coproprietários do imóvel considerou retirar o letreiro temendo o impacto do mesmo sobre o valor dos apartamentos em uma cidade predominantemente democrata, os advogados da Trump Organization, a empresa da família do presidente, ameaçaram com ações judiciais.

A companhia argumentou que o acordo de licença estipulava que o nome Trump deveria aparecer no edifício de 46 pisos, mas a juíza Eileen Bransten deu razão à comissão de coproprietários ao apontar que esse acordo não obrigava a exibição do nome de Trump.

Em 2016, antes que o republicano fosse eleito presidente, alguns moradores apresentaram um pedido para retirar o nome da fachada em protesto contra o seu machismo, ataques contra os imigrantes e "histórico de racismo".

Desde a eleição do magnata à presidência, outros três prédios de Nova York retiraram o nome de Trump de suas fachadas, segundo The Washington Post.

jm/it/yow/gv/mr