Lavrov diz que expulsão de diplomatas russos responde a 'pressões colossais' dos Estados Unidos

A decisão de mais de 20 países de expulsar diplomatas russos após o envenenamento de um ex-espião russo no Reino Unido é a consequência de "pressões colossais" de Washington, afirmou o ministro das Relações Exteriores de Moscou, Serguei Lavrov.

"É o resultado de pressões colossais, uma chantagem colossal que constitui, infelizmente, a principal arma de Washington no cenário internacional", afirmou Lavrov durante uma visita ao Uzbequistão.