Polícia mata seis suspeitos de atentado em Alexandria, no Egito

A polícia egípcia matou, neste domingo (25), seis islamitas suspeitos de envolvimento em uma tentativa de assassinato do diretor de Segurança na cidade de Alexandria, informou o Ministério do Interior. 

No sábado, a dois dias das eleições presidenciais do Egito, dois policiais morreram na explosão de um carro-bomba em Alexandria (norte) durante a passagem do comboio no qual viajava o diretor de Segurança da cidade, o general Mostafa el Nemr, que saiu incólume do ataque. 

Em um comunicado, o ministério afirmou que a polícia perseguiu uma célula do movimento islamita Hasm na província de Behaira, matando seis de seus membros em uma troca de tiros. 

Nenhum grupo reivindicou o atentado de sábado.