Mais de 30.000 civis fugiram dos bombardeios turcos na cidade síria de Afrin

Mais de 30.000 civis fugiram nas últimas 24 horas dos bombardeios turcos em Afrin, capital do enclave curdo de mesmo nome e alvo de uma ofensiva de Ancara no noroeste da Síria, informou nesta quinta-feira o Observatório Sírio dos Direitos Humanos (OSDH).

Os civis fugiram principalmente para as localidades de Nobol e Zahra, um setor controlado pelo regime, indicou a mesma fonte.