Governo colombiano retoma diálogo com ELN nesta quinta-feira

O governo da Colômbia e a guerrilha do ELN retomarão suas conversações de paz nesta quinta-feira, em Quito, anunciaram as duas partes.

"Amanhã, partir das dez da manhã, em Quito, instalaremos o ciclo dos diálogos de paz entre o Governo Nacional e o ELN", assinalou nesta quarta-feira a equipe negociadora do presidente Juan Manuel Santos no Twitter.

A delegação do Exército de Libertação Nacional (ELN) confirmou a informação na mesma rede social: "acertamos com a delegação do governo iniciar em Quinto o ciclo de conversações amanhã, 15 de março, às 10H00".

Na segunda-feira, Santos anunciou a retomada dos diálogos de paz com o Exército da Libertação Nacional (ELN), última guerrilha ativa na Colômbia, interrompidos desde 10 de janeiro por causa de uma intensificação do conflito.

O presidente afirmou que os dois lados irão retomar as discussões para tentar declarar um novo cessar-fogo "amplo e verificável" para facilitar uma solução final ao conflito.

O processo com o qual Santos tenta selar uma paz completa para a Colômbia, depois de conseguir o desarmamento e a transformação em um partido da ex-guerrilha das Farc, foi suspenso ao término de uma trégua bilateral de 101 dias que expirou em 9 de janeiro.

Pouco depois, o ELN - que, segundo dados da inteligência militar, tem cerca de 1.500 homens - voltou a atacar as forças públicas e infraestruturas petrolíferas.